À espera

Sentada em sua casa, esperava a chegada de um milagre que apaziguasse sua angústia. Tinha certeza de que algo bateria à porta tão logo notasse que estava pronta. Ela achava estar pronta. Sentou-se e esperou, sozinha, pensando ‘é agora’. Mas agora era nunca.

Ouviu batidas suaves e correu para receber seu milagre à porta. Nada. Sentou-se decepcionada sem notar que as suaves batidas eram do bico de um passarinho que havia pousado no bebedouro da janela para matar a sede. Lá fora, a vida seguia em cada pequeno detalhe, mas ela não via.

Esperando ainda, escutou o que poderia ser a campainha. Correu de novo para a entrada da casa, e nada ainda. Recebeu apenas sua decepção, e não reparou que o som agudo vinha do mensageiro dos ventos que balançava próximo à janela. O vento virava o tempo, mas, angustiada que estava, ela também não notava.

Distraída, ouviu o que pareciam ser passos pelo corredor do edifício, mas sua solidão não deu lugar a milagre algum, e ela nunca soube que o som vinha da chuva leve que caía sobre o teto de zinco das casas ao lado. Lá fora, o mundo todo se renovava, e ela, sentada à espera, nunca notava.

Passou dias esperando que chamassem à porta, entendendo errado todos os sinais que recebia. E na ânsia de receber o que achava que chegaria, não notou que o que realmente importava há tempos a cercava. A vida lá fora chamava, passava e não esperava.

O milagre de todos os dias era justamente o que ela queria, mas não sabia;

e ele acontecia invariavelmente enquanto ela sentava e esperava pelo que não existia.

O milagre de todo dia a chamava, mas ela não ouvia.

E ela não estava pronta; apenas enganada. E ainda sozinha.

29 de dezembro, 2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s