Às vezes eu escrevo

Declara a vida como tua, finca teu pé e dá comida pros gatos, bota toda roupa pra lavar, até a do corpo, e senta nua na sala pra tomar vinho com pipoca e arrota bem alto porque a vida é tua e a casa também.

Você não sabia, mas às vezes eu escrevo.

Sobe nas argolas, brinca com os gatos, deita no chão, uma hora e treze vendo tumblr de adolescente americano, senta nua e bilíngue e come tua pipoca e toma teu vinho às dezessete horas, arrota bem alto, a casa é tua, vinte minutos admirando como o cabelo cresceu, tá tão lindo que dá vontade de raspar tudo de novo. Te afronta.

Às vezes – agora você sabe – eu escrevo.

Faltam dezenove dias pra minha tatuagem nova. Quero minhas flores pretas e fortes, grandes e tomando espaço. Não dói não. Pode ir mais. Vai de novo. Vai mais uma. Lava tua roupa, come tua pipoca, bebe teu vinho e arrota bem alto, é tua casa, adolescente americano who?, sobe nas argolas e escala as paredes e deita nua na sala, suar de cabeça pra baixo é engraçado, o suor sobe pelas costas.

Eu escrevo, mas não é sempre.

Toda roupa lavando. Nua com pipoca e vinho. Bebe água pra limpar. Grapefruit com gengibre. Água. Água. Água. Água tem que ser gelada. Amanhã tem oficina. Domingo tem entrevista. Segunda tem foto pro jornal. Quem é você? Finca os pés e bebe água e arrota bem alto. Te afronta e vai mais. Escreve nua na sala. Come e bebe. Seu cabelo é lindo, raspa tudo e bebe água. Toma tua vida. Toma tuas coisas. É tudo teu já anyway. Enjoy after all.

Eu escrevo, mas é só às vezes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s